Home ⁄ Novidades ⁄ Com que idade eu devo pensar na minha moradia ?

Com que idade eu devo pensar na minha moradia ?

Atualmente existem pessoas com perfis diferentes, mas com um mesmo propósito: ter uma moradia pra chamar de seu.

Existem 3 grupos comuns:

Os Independentes

São os jovens que começam a trabalhar, ganhar seu dinheiro e se tornar independente financeiramente e que já começam a planejar sua saída da casa dos pais, seja para comprar ou alugar um imóvel para chamar de seu.

Os do grupo “Quem casa quer casa”

coronavírus - isolamento social

São os comprometidos, que já estão querendo juntar suas escovas de dentes e uma maioria já ta sendo cobrada pelos familiares pra adquirir logo um imóvel pra morarem depois do casório.

Depois dos 30 a cobrança é ainda maior

Esses sofrem hein?

É o grupo de pessoas com mais de 30, que ainda moram com os pais e com certeza já devem ter ouvido “mora com os pais, porque tem quem sustente”.

O dilema é que, seja qual for o motivo e em que grupo estão inseridos, as pessoas querem ter sua independência e liberdade de ter uma moradia própria ou alugada pra chamar de sua.

Daí surge a questão: será que já está na hora de comprar um imóvel próprio ou é melhor esperar um pouco mais?

Ou melhor ainda: será mesmo fundamental comprar um imóvel até os 30? Não ter atingido essa conquista nessa idade deve ser motivo de frustração? Vale a pena alguém que ainda tem muito a se desenvolver na carreira se comprometer com um financiamento de longo prazo?

Respondendo logo de cara a uma das perguntas que mais afligem os jovens, não, chegar aos 30 anos sem ter um imóvel próprio não é motivo para frustração.

Agora, isso também não é motivo para relaxar. É preciso pensar em comprar um imóvel em algum momento da vida não tão distante e se preparar para isso desde cedo é uma ótima ideia.

Então vamos ao ponto.

Antes dos 30 você não precisa comprar um imóvel, mas deve se preparar para isso

Não é obrigatoriedade você ter um imóvel no seu nome aos 30 anos. O que é obrigatório é comprar um imóvel em alguma fase da vida, pois sempre precisaremos de uma moradia, mas nem sempre teremos disponíveis recursos para pagar o aluguel de um bom imóvel.

Ter onde morar traz segurança e independência para a família. O que você pode fazer é se preparar desde o início da carreira, para fazer essa compra um dia.

Quanto mais cedo você começar a planejar essa conquista, mais fácil ela se tornará, mesmo que o salário seja baixo. Mesmo que não seja possível ter um imóvel quitado aos 30 anos, isso não deve ser motivo de frustração.

Porém, nessa idade você já pode ter acumulado um volume financeiro alto o suficiente para dar uma boa entrada em um financiamento.

A palavra de ordem aí é: planejamento.

Mas também, se esperar muito, pode ficar tarde demais

Dicas de como criar pets em apartamento

Esperar demais para comprar um imóvel também pode ser uma armadilha. Os financiamentos costumam durar de 20 a 35 anos geralmente, então quem começa a pagar a casa própria tarde pode só ter um imóvel quitado depois dos 55 ou até 60 anos.

A realidade é que entre os 25 e os 30 anos o jovem ainda tem tempo para financiar, tem mais facilidade para arrumar emprego e não tem os custos elevados de ter um filho.

Para uma ajuda extra, o jovem no caso, pode adquirir um imóvel mais modesto, que em média pode subir aproximadamente o mesmo que os outros, e depois usar esse imóvel como entrada para outro melhor.

Então, como vou saber que é o melhor momento?

Riviera Special Home

Apesar de os jovens de hoje já estarem inclinados cada vez mais a já conquistar o sonho da casa própria, é preciso estar atento.

Alguns fatores precisam ser considerados como:

  • A quantia disponível para dar entrada no imóvel;
  • Se o nível de renda é o suficiente para pagar as parcelas do financiamento;
  • Se são casados ou solteiros;
  • Se estão estabilizados e bem colocados no mercado profissional.

É melhor esperar do que se precipitar

Por mais que a vontade de conquistar esse sonho seja grande, segure um pouco a empolgação e seja cauteloso.

Pesquise bastante antes de decidir e analise todas as alternativas que aparecerem, até encontrar aquela se se encaixe em suas necessidades.

Muitas vezes é melhor continuar no aluguel ou na casa dos pais, ainda que temporariamente, até que exista a oportunidade real de comprar o imóvel de uma forma mais tranquila e sem dor de cabeça.

Além disso, o gasto em se assumir um imóvel próprio poderá consumir até metade da renda familiar, engessando financeiramente quem é mais novo.

O ideal é apenar fazer esse tipo de negócio quando se está estabilizado profissionalmente e é possível planejar com clareza o futuro.

Considere fazer um consórcio

O consórcio imobiliário pode ser uma boa opção para quem está começando a vida profissional agora e já pensa no primeiro imóvel.

Ele funciona como um meio termo entre os financiamentos e o pagamento a vista, já que a compra é feita de forma parcelada, porém sem a cobrança de juros (apenas taxa de administração).

Como o comprador não desfrutará do imóvel imediatamente (pois precisa ser sorteado), essa modalidade é indicada para quem quer comprar a casa própria, mas não tem pressa nisso e pode esperar por um tempo.

Além disso, o consórcio poderá funcionar como uma espécie de disciplinador financeiro para quem não consegue guardar dinheiro e poupar por conta própria. Ao adquirir o consórcio, o comprador é obrigado a depositar a quantia todo mês, o que o força a se planejar para isso.

Então, se você está pensando em comprar seu primeiro imóvel, reflita bem e avalie todas as situações. Saiba que não existe uma hora certa para tomar essa decisão, e que isso dependerá dos objetivos e da condição pessoal de cada um.

O importante, é se sentir confortável e estar financeiramente preparado, e entender que cada pessoa fica pronta para dar esse passo tão importante em um momento diferente da vida.

É necessário analisar bem o momento e pesar sempre os prós e contras que isso trará.

E então? Em que momento da vida você está? Siga nossas orientações e boa escolha.

Leia outros conteúdos que podem lhe ajudar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *